Óleo essencial de arnica: benefícios, propriedades e contra-indicações

O arnica É uma planta com interessantes benefícios medicinais, conhecida cientificamente com o nome de Arnica montana L., embora também seja conhecido pelos nomes de tabaco de montanha ou cegonha. Com ele o popular é elaborado óleo essencial de arnica.

Pertence à família composta e é chamada de "tabaco de montanha" porque os pastores e antigos nômades a usavam como uma erva mastigável, precisamente por causa do aroma agradável que ela desprende quando é mastigada.

No que diz respeito às diferentes propriedades medicinais que proporciona, é interessante no tratamento da gota, ciática e diferentes doenças reumáticas, devido aos seus benefícios anti-inflamatórios. Além disso, é útil no caso de afecções da boca, por exemplo, no caso de inflamação das gengivas.

Uma opção quando se trata de desfrutar de seus benefícios é fazer uma infusão de arnica (desde que seja usada apenas externamente), embora também seja possível usar óleo essencial de arnica.

Dentro dos diferentes propriedades medicinais de arnica, encontramos um bom número de substâncias ativas, como flavonóides, taninos, óleos essenciais e princípios amargos. Portanto, existem muitos benefícios do óleo essencial de arnica que podemos encontrar particularmente nesta erva.

O que é óleo essencial de arnica?

O óleo essencial de arnica é obtido pela destilação a vapor de suas flores, embora sua raiz também seja usada, obtendo um óleo essencial com um aroma bastante diferente.

Geralmente tem uma cor laranja que tende a parecer mais com um tom amarelo claro. Enquanto seu aroma é um pouco amargo, embora bastante refrescante.

Por isso, seu uso é interessante quando se trata de aliviar as tensões, contusões e inchaços, especialmente quando aplicado sob a forma de massagens.

Também é útil para o seu uso no tratamento de dores reumáticas, bem como para certos problemas e doenças da pele, quando eles são inflamatórios e dolorosos.

Isso sim, o consumo interno de óleo essencial de arnica não é recomendado.

Benefícios do óleo essencial de arnica

O arnica É uma erva medicinal indicada para as afecções da boca, sendo também ideal contra a inflamação das gengivas e as diferentes queixas orais que podem ocorrer.

Também é recomendado contra contusões e contusões.

Além disso, por suas virtudes anti-inflamatórias, é interessante no tratamento da ciática, gota e diferentes doenças reumáticas.

Contra-indicações e efeitos colaterais deste óleo

A ingestão de arnica, especialmente por longos períodos de tempo, é totalmente contraindicada, sendo uma planta tóxica. É mais, o consumo interno de óleo essencial de arnica não é recomendado.

Portanto, só deve ser usado externamente. Mesmo nesses casos, seu uso não é recomendado em caso de:

  • Gravidez e aleitamento
  • Bebês e crianças
  • Pele sensível: pode causar vermelhidão da pele e irritação da pele.
  • Feridas abertas: podem causar envenenamento.
  • Sangramento: como em feridas abertas, pode causar envenenamento.
  • Alergias e pessoas sensíveis a esta planta.

Devemos lembrar nesta seção que a ingestão de arnica é tóxica, portanto, deve ser usada apenas externamente na pele.

Os efeitos colaterais da arnica incluem:

  • Erupções cutâneas: se for utilizado um extracto pouco diluído, pode provocar reacções eritematosas na pele.
  • Hipersensibilidade: em peles muito sensíveis, pode causar dermatites ou bolhas.
TemasÓleos essenciais

Para Que Serve O Alecrim? Veja Os Benefícios do Alecrim Para Sua Saúde (Pode 2019)