Litíase biliar (colelitíase): o que é, sintomas, causas e tratamento

O litíase biliar é provavelmente um dos doenças da vesícula biliar mais comum e habitual, um órgão ou víscer em forma de pêra que funciona da mesma maneira que uma pequena bolsa, já que sua função principal é armazenar e acumular bile para liberá-lo no intestino delgado quando é necessário pelo processo de digestão (especialmente para a digestão de gorduras).

E embora seja medicamente conhecido pelo nome delitíase biliar ocolelitíase, basicamente consiste de existência de cálculos biliares; isto é, consiste na presença de pedras ou pedras dentro da vesícula biliar, como saberemos em detalhes na próxima seção.

O que é litíase biliar? O que é colelitíase?

Com o nome de litíase biliar estamos diante do presença de pedras no interior da vesícula biliar. Isto é, consiste basicamente em existência de cálculos biliareso pedras na vesícula. Por essa razão, também é medicamente conhecido com o nome de colelitíase.

Estatisticamente, acredita-se que cerca de 10% da população em nosso país sofra de cálculos biliares, sabendo, por sua vez, que ela tende a ser um pouco mais freqüente em mulheres do que em homens.

Existem basicamente dois tipos de litíase biliar. O pedras de colesterol são responsáveis ​​por 75-85% dos cálculos biliares, enquanto o restante corresponde ao conhecido litíase pigmentar.

Causas da litíase biliar (colelitíase)

Litíase biliar surge como resultado de diferentes alterações no metabolismo de certos componentes da bílis.

Acúmulo de colesterol

Quando a litíase biliar é devida à presença de pedras de colesterol, a principal causa é a existência de cálculos de colesterol, como conseqüência do alta secreção de substâncias colelêmicas pelo fígadoe a incapacidade dessas substâncias se dissolverem na bile.

Devido a esta incapacidade de dissolver, as partículas de colesterol eventualmente se juntam dentro do vesícula biliar, formando pequenas pedras ou pedras. É, portanto, possível encontrá-los em diferentes partes do interior da vesícula biliar e na região dos diferentes ductos excretores pertencentes aos ductos biliares.

Acumulação de bilirrubina

Quando a presença de litíase biliar é devida ao acúmulo de bilirrubina, é uma condição médica conhecida pelo nome de litíase pigmentar. Ela aparece em uma porcentagem menor, mas é produzida como resultado do que, durante o curso normal da expulsão desse pigmento, partes dessas substâncias acabam se acumulando dentro da vesícula biliar.

Sintomas de litíase biliar

Entre os diferentes sintomas que a litíase biliar pode produzir, não há dúvida de que o cólica biliar É o mais comum, típico e óbvio. Caracteriza-se por ser um dor intensa e contínua, que está localizado no lado direito do abdômen, abaixo das costelas. É comum irradiar para as costas e para o ombro direito.

Dependendo da intensidade pode ser acompanhada por náuseas e vômitos, e geralmente dura entre 1 a 4 horas aproximadamente.

Não obstante, Também é possível que não surjam sintomas, de modo que, nesses casos, é comum que o diagnóstico ocorra quando um ultrassom é realizado por qualquer outro motivo.

Tratamento da litíase biliar

Quando surgem sintomas (especialmente cólica biliar), É muito importante que a litíase biliar seja tratada clinicamente, pois complicações podem ocorrer principalmente devido à obstrução dos diferentes ductos que excretam substâncias não apenas do fígado, mas também do pâncreas.

Ou seja, a inflamação da vesícula biliar ou do pâncreas (pancreatite aguda) também pode ocorrer, além da colecistite aguda.

O tratamento médico mais comum quando há sintomas é cirúrgico, especialmente quando não há complicações. Nestes casos, o mais aconselhável é remoção da vesícula biliar, particularmente quando vários episódios de cólica biliar ocorrem em um curto período de tempo. Para este propósito, o laparoscopia.

Por outro lado, se a litíase biliar também causa inflamação dos ductos biliares, é comum prescrever analgésicos e antibióticos, especialmente se houver febre. Este artigo é publicado apenas para fins informativos. Não pode e não deve substituir a consulta com um médico. Aconselhamo-lo a consultar o seu Trusted Doctor. TemasVesícula biliar

Colecistectomia (Remoção da Vesícula Biliar) (Setembro 2019)