Como enfrentar e superar o medo do parto: 5 orientações úteis

O medo do parto está presente em quase todas as mulheres, especialmente naquelas mulheres que ainda não foram mães e que estão pensando em ter um bebê, ou mesmo quando estão grávidas. No entanto, em alguns casos, o medo - lógico e normal para o desconhecido - pode se tornar uma verdadeira "fobia", que pode causar a gravidez não é aproveitada e a iminente chegada do nascimento impede que ela se desenvolva normalmente.

Nesse sentido, o medo que uma mulher pode ter em relação ao parto pode ser devido a causas diferentes e diferentes: da dor que pode ser sentida uma vez que o nascimento tenha começado até que tenha medo de ser provocado.

A verdade é que, em muitos casos, medo ou medo são infundados, especialmente depois de ter ouvido, lido ou conhecido histórias traumáticas relacionadas ao momento do parto. É mais, na maioria das ocasiões a aparência desse medo geralmente é motivada especialmente pelo medo do desconhecido, o que também pode estar ligado ao fato de ter conhecido, ouvido ou lido situações negativas e coisas diretamente relacionadas ao parto.

Se você está grávida ou não, e você tem medo do parto, nós descobrimos alguns diretrizes úteis e recomendadas que irá ajudá-lo a superar esse medo e desfrutar de uma entrega mais relaxada e serena.

Dicas e orientações para não ter medo do parto

1. O que realmente acontece em uma sala de parto?

Não é bom ouvir histórias truculentas sobre o parto. Se você tem medo dele, o mais apropriado é tente descobrir o que realmente acontece em uma sala de parto no momento em que ocorre. Uma opção útil é pedir a sua parteira ou ginecologista, que irá ajudá-lo a descobrir o que é mais comum que isso aconteça.

2. Faça um curso de preparação para o parto

Os cursos de preparação para o parto são fundamentais para enfrentar este momento importante com serenidade, calmo e acima de tudo com o máximo de informação possível.

Por outro lado, também existem cursos para desfrutar de uma gravidez consciente, que lhe dará a possibilidade de ter todas as informações necessárias a qualquer momento. Além disso, este tipo de cursos é geralmente oferecido por parteiras e irá ajudá-lo a resolver todas as dúvidas que possam surgir a qualquer momento.

3. Evite histórias horríveis e apenas leia informações positivas

Você sabia que, na realidade, A maioria das mulheres tem partos normais e sem complicações? No entanto, geralmente é mais comum ouvir histórias terríveis ou até certas situações tendem a exagerar. O resultado? Medo do parto é incentivado, especialmente em mães de primeira viagem.

Portanto, é essencial que sempre tente ler informações positivasIsso ajudará você a aumentar a confiança em suas próprias habilidades físicas e mentais e não gerará nervosismo ou ansiedade desnecessários.

4. Converse com sua parteira e seu ginecologista

Que medos você tem? Como indicamos no primeiro ponto, durante a gravidez, o papel da sua parteira e do seu ginecologista é fundamental. Por ele, é apropriado conversar com eles sobre todos os seus medos, pois somente eles são aqueles que lhe fornecerão todas as informações necessárias em todos os momentos.

5. Confie em seu próprio corpo

É muito importante que lembre-se que seu corpo é 'projetado' para dar à luz. Portanto, é vital que ter confiança no seu próprio corpo. Você não sabe que a natureza é sábia? Este artigo é publicado apenas para fins informativos. Não pode e não deve substituir a consulta com um médico. Aconselhamo-lo a consultar o seu Trusted Doctor. TemasDar a luz

Bloodborne's Story ► Explained! (Fevereiro 2019)