O que é bisfenol A e onde podemos encontrá-lo

Se você teve filhos há não muito tempo e teve que comprar alguns produtos infantis, como chupetas, bicos e mamadeiras, pode ter notado um aviso que certamente chamou sua atenção: "Produto sem bisfenol A". Nestes casos, especialmente se você nunca ouviu falar sobre isso antes, você pode se perguntar o que é o bisfenol A, o que ele consiste, e acima de tudo, porque é avisado sobre a sua não-existência em determinados produtos.

A verdade é que o bisfenol A (abreviado geralmente como BPA), trata-se de um composto orgânico com dois grupos funcionais de fenol. Basicamente consiste em um composto químico comumente usado em embalagens de alimentos, sendo usual encontrá-lo em garrafas, latas, papéis térmicos e plásticos.

O que é bisfenol A?

Explicado de um ponto de vista técnico, podemos dizer que o BPA ou bisfenol A é um composto orgânico constituído por um monômero de bloco-disfuncional, presente em muitos plásticos e aditivos plásticos, chave na produção de resina epóxi, bem como na mais policarbonato de plástico comum e habitual.

Ou seja, é um composto que é utilizado principalmente na fabricação de plásticos há mais de cinquenta anos, e desde então podemos encontrar no mercado na forma de latas, garrafas e plásticos, mas a realidade é que podemos encontrá-lo em uma ampla variedade de produtos, muito diversificada.

Onde podemos encontrar o bisfenol A?

Embora seja popularmente conhecido que é comum encontrar o bisfenol A em produtos tão comuns hoje quanto, por exemplo, latas, garrafas e plásticos, a realidade é que também podemos observá-lo em frascos, dispositivos médicos e odontológicos, óculos orgânicos, CD e DVD. , aparelhos e até equipamentos esportivos.

No caso de produtos alimentícios embalados, é possível encontrar bisfenol A usado como revestimento em latas de alimentos e bebidas.

Entretanto, seu uso na indústria de alimentos e em outros produtos que costumamos encontrar no mercado, sendo de uso diário, está em dúvida, em relação à sua segurança.

Advertências sobre a toxicidade do bisfenol A

Há alguns anos, dezenas de estudos científicos têm sido realizados com um objetivo claro: descobrir - e alertar - sobre o uso de bisfenol em produtos usados ​​em nossa vida diária, e descobrir se, de fato, seu uso habitual é seguro ou não.

Os primeiros estudos puderam confirmar que o bisfenol A, sendo um disruptor endócrino, é capaz de causar desequilíbrios no sistema hormonal, ao mesmo tempo em que concentrações muito baixas podem causar efeitos tóxicos em nossa saúde.

Estes efeitos são especialmente devidos ao consumo de certos alimentos, que foram contaminados ao entrar em contato com produtos que possuem bisfenol A, como latas, garrafas, recipientes e recipientes.

Já em 2010 a FDA americana gerou uma maior conscientização em relação à exposição de fetos, bebês e crianças pequenas a produtos com bisfenol A. De fato, na França seu uso alimentar foi proibido, enquanto em 2011 a União Européia eliminado de mamadeiras.

Imagem | Wojciech Kulicki

Bisfenol A, presente em produtos de plástico, pode desregular hormônios da tireoide, diz pesquisa (Junho 2024)