Azevinho de Natal: origem, tradição e curiosidades

O azevinho É um arbusto com folhas sempre-verdes e espinhosas, e frutas vermelhas que geralmente vendido e doado no Natal. Como o visco É típico dos feriados de Natal, tanto para decorar como para dar àqueles que desejam desejar bons presságios. Também é deixado nas portas das casas para proteger a casa.

A origem de seu nome vem do latim e é formada por acer, acre e acerbus, que significa acre, atendendo ao seu sabor, e resistente quando nos referimos à forma de suas folhas. Na Europa, encontramos o azevinho comum e, na Espanha, podemos vê-lo nas comunidades de Aragão e Catalunha naturalmente e na Comunidade Valenciana.

Vale ressaltar que atingem 10 metros de altura, mas tem um crescimento muito lento. O tamanho das folhas pode ser oval ou estreito. Os frutos, como já mencionamos, são vermelhos. É necessário focar a atenção nessas frutas, porque elas não são comidas, tornando-se tóxicas.

Origem do azevinho de Natal

A tradição de decorar a casa com azevinho e vê-la como um símbolo de bom presságio remonta aos romanos. Bem, eles realizaram festas em honra do deus da agricultura, e azevinho é dado para atrair sorte.

Por isso, devemos também enfatizar os celtas, que consideravam o azevinho como uma árvore mágica. Eles fizeram coroas com base em ramos de azevinho que também serviram para se proteger dos espíritos malignos. Durante o cristianismo, essas crenças se expandiram e se mudaram para festivais muito mais religiosos. Pois os frutos vermelhos foram identificados com o sangue de Cristo, enquanto as folhas pontudas eram a coroa de espinhos.

A partir desse momento, a planta foi identificada com vários ciclos litúrgicos, sendo no Natal um período de celebração e renovação geral. É por isso que é comum decorar as casas.

Algumas curiosidades

Nos Estados Unidos e na América Latina, e também em outros países europeus, é tradicional que, se duas pessoas concordam sob o visco, e neste caso, com o azevinho, elas devem se beijar para atrair boa sorte, com base na fertilidade e prosperidade.

Em certos países, o azevinho é visto como um arbusto sagrado e diz-se que espanta os maus espíritos. Por isso, também é plantada em cemitérios, enquanto em outros países era tradicional usar os ramos de azevinho para limpar a chaminé. Com isso, os espíritos malignos também foram afastados e a casa foi protegida.

Outros usos da planta de azevinho

Holly teve outros usos, além de crenças religiosas e sua decoração de Natal. A fruta foi usada como um purgante; a raiz e a casca agiam como um emoliente, e as tribos indígenas da América também a usavam para curar doenças. E as folhas de azevinho são diuréticas. A madeira de azevinho é forte e costuma ser usada para fazer quadros.

Tipos de Holly

  • Holly: arbusto ou pequena árvore, perene, de crescimento lento, que excede 10 m. de altura. Os espécimes selvagens são protegidos por lei, tanto no início como no corte de ramos.
  • Canárias Holly: encontramos na Madeira e nas Ilhas Canárias e pode chegar a 15 m. Suas folhas geralmente não possuem espinhos.
  • Azevinho com chifres: geralmente é arredondado e atinge três metros de altura.
  • Ilex crenata: de origem oriental, possui formato compacto.
  • Ilex x altaclarensis: híbrido, muito vigoroso com muitos frutos vermelhos.
  • Ilex dipyrena: árvore vertical com 12 m de altura. As folhas perdem seus espinhos ao longo do tempo.

Cultivo e Reprodução

Holly é uma planta ao ar livre que pode se adaptar a diferentes tipos de solo. Geralmente desenvolve-se melhor em climas frios e úmidos, em áreas de semi-sombra. As acebedas naturais foram muito reduzidas pela ação do ser humano, devido a que o azevinho é uma espécie protegida. Nós o encontramos em florestas de faia, pinheiro ou carvalho. Recomenda-se que, ao comprar um azevinho, venha das colheitas. TemasNatal

Coroa de Advento - Descrição e significado (Junho 2024)