O gofio é ideal para o coração e sua saúde cardiovascular

Se você mora nas Ilhas Canárias, é óbvio que você já sabe o que é gofio e que você já tentou em algum outro momento. Se assim for, também é bastante provável que todas as manhãs você tenha algumas colheres de sopa de café com o seu café habitual com leite. Mas se não, talvez ao descobrir os resultados obtidos em um estudo científico realizado pelo Hospital Universitário das Ilhas Canárias (HUC), você pode considerar essa possibilidade. Mas vamos em partes.

Gofio é o nome popular que recebe farinha torrada nas Ilhas Canárias. Ou seja, temos uma comida maravilhosa que consiste em uma farinha de diferentes cereais não peneirados, geralmente painço ou trigo, tornando-se assim uma deliciosa mistura de grãos torrados e moídos em pedra.

No Arquipélago das Canárias, por exemplo, é comum consumi-lo com leite, em certos pratos (por exemplo em caldeiradas, purés e caldos) ou é também amplamente utilizado na preparação de sobremesas.

Destaca-se sem dúvida por ser um alimento totalmente natural, em cuja elaboração somente técnicas naturais são utilizadas como por exemplo é o caso da elaboração à pedra, não contendo conservantes nem corantes.

É mais, do ponto de vista nutricional, surpreendente por sua alto teor de vitaminas, entre os quais podemos mencionar vitaminas do complexo B (como B1, B2 e B3), vitamina A, C e D. contribui minerais, como é o caso do ferro, magnésio, cálcio, potássio, sódio e zinco, além de aminoácidos e ácidos graxos poliinsaturados ômega 6.

A pesquisa sobre a qual falamos no início desta nota foi realizada entre 2007 e 2014 e seus resultados foram recentemente conhecidos. O estudo foi realizado com dados coletados em mil pacientes entre 70 e 80 anos que apresentavam sintomas de dor torácica aos quais foi solicitado um teste de esforço.

Naquela época, iniciou-se o trabalho de pesquisa para investigar se o consumo de gofio exerceu influência na capacidade de exercício, bem como no risco de apresentar doença arterial coronariana.

Com tudo isso, o estudo revelou que Idosos que consumiram gofio regularmente por pelo menos 40 anos apresentaram melhor capacidade funcional, menor risco de doença coronariana e maior proporção na superação dos testes de estresse.

De acordo com os resultados obtidos com o estudo, publicado na revista, o consumo mantido de gofio é muito benéfico para a nossa saúde, dado que sua ingestão prolongada ajuda a reduzir o risco cardiovascular.

Como lembram os especialistas, no século 21 a doença cardiovascular continua a ser a causa mais frequente de mortalidade, acrescentando, por sua vez, que manter um bem-estar físico adequado e seguir uma dieta saudável baseada em cereais é fundamental para sua prevenção.

Imagens | Julen Iturbe-Ormaetxe / Jorge Correa (Flickr) Este artigo é publicado apenas para fins informativos. Você não pode e não deve substituir a consulta com um nutricionista. Aconselhamo-lo a consultar o seu nutricionista de confiança. TemasCereais

Exposing the Secrets of the CIA: Agents, Experiments, Service, Missions, Operations, Weapons, Army (Pode 2022)