Consumir peixinhos é ruim para sua saúde

Nem todo mundo sabe que tanto o peixe quanto o marisco fornecem muitos nutrientes importantes para a saúde, entre os quais encontramos (como discutimos na época), proteínas de alta qualidade, ácidos graxos essenciais, vitaminas e minerais, como ferro, fósforo, selênio e zinco.

Por exemplo, Ácidos graxos ômega-3 os peixes agem não apenas aumentando as defesas, mas diminuindo os processos inflamatórios, e ajudando a reduzir os níveis de colesterol e triglicérides no sangue.

Precisamente para todas estas questões já discutidas acima, consumir pouco ou nenhum peixe pode ser extremamente prejudicial à saúde, porque não estamos dando ao nosso corpo um número de nutrientes de qualidade que não podemos encontrar em quantidade tão grande quanto encontramos neste alimento

É por isso que muitos especialistas recomendam adicionar o peixe na dieta, para que seja saudável e acima de tudo equilibrado.

No entanto, devemos diferenciar neste caso entre os dois grupos ou grandes tipos de peixes que normalmente podemos consumir a cada dia. Por um lado, podemos mencionar o peixe branco(também conhecido comomagra), que se destacam por apresentar menor quantidade de gordura em relação ao peixe azul.

Por outro lado, encontramos o peixe azul, que se destacam justamente por seu alto conteúdo em ácidos graxos insaturados (especialmente oleico e linoleico), e possuem maior quantidade de vitamina A e D.

Consumo excessivo não é aconselhável

Evidentemente, não é necessário ou necessário consumir quantidades excessivas de peixe, uma vez que pelo menos uma ração média, pelo menos uma vez por semana, será mais que suficiente.

Além disso, a variabilidade no momento em que é preparada significa que o peixe pode ser consumido até mesmo por aquelas pessoas que não gostam de cozinhar ou preparar, para que possam ser consumidas frescas no forno, cozidas a vapor, grelhadas ou cozidas. mesmo enlatado (de conservas de peixe).

Quantas porções de peixe devemos comer por semana?

Como já mencionamos em nota anterior, em que indicamos com precisão Quanto peixe para comer uma semana, o mais aconselhável é tentar consumir pelo menos 2 porções de peixe por semana.

Embora a maioria dos nutricionistas concorde em aconselhar o aumento do consumo até 3 ou 4 porções por semana. Ou, o que é o mesmo, cerca de 700 gramas de peixe.

Em maio de 2018, a American Heart Association realizou uma nova revisão sobre o consumo de peixe, recomendando o consumo de 150 a 200 gramas de peixe por semana.

Enquanto, em 2017, a Foods & Drugs Administration dos Estados Unidos, junto com a Environmental Protection Agency, recomendou o consumo de entre 250 a 350 gramas de peixe por semana, sempre optando por peixe com baixo teor de mercúrio.

E quais são os peixes com baixo teor de mercúrio? Fundamentalmente são salmão, pescada, vieira, truta, sardinha, anchova e tilápia. E você deve evitar peixes como a cavala gigante, o espadarte, o marlim ou a carne de tubarão.

Em relação ao consumo de óleos de peixe, a American Heart Association não aconselhou o consumo de óleo de peixe rico em ômega-3quando se trata de reduzir o risco de doenças cardíacas e outras doenças cardiovasculares, precisamente por causa da falta de evidências científicas.

Imagens | Istockphoto Este artigo é publicado apenas para fins informativos. Você não pode e não deve substituir a consulta com um nutricionista. Aconselhamo-lo a consultar o seu nutricionista de confiança. TemasAlimentação de peixe

15 MOTIVOS PARA COMER PEIXE | Saúde na Rotina (Agosto 2019)